Alerj dá prosseguimento a pedido de impeachment de Pezão

Governador do Rio está preso, desde a última quinta-feira (26), acusado de receber R$ 40 milhões em propinas

Alerj dá prosseguimento a pedido de impeachment de Pezão


O recurso do PSOL pedindo impeachment do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), terá provimento, conforme decisão desta terça-feira (4) da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do estado (Alerj).

Agora, de acordo com informações do Extra, cada líder partidário terá de indicar um membro para uma comissão especial, que será responsável por elaborar um parecer sobre o tema. O documento aprovado pelo grupo será encaminhado ao plenário da Casa.
Pezão foi preso na última quinta-feira (29), na operação Lava Jato, acusado de receber R$ 40 milhões em propinas. 
O pedido estava há mais de ano na gaveta, desde que foi arquivado pelo então presidente da Alerj, Jorge Picciani, que hoje cumpre prisão domiciliar.
Os fundamentos para o pedido de impeachment, protocolado em fevereiro de 2017, segundo os parlamentares do PSOL, são a prática de crime de responsabilidade pelo descumprimento da aplicação do mínimo constitucional na área de saúde, descumprimento de decisões judiciais, por crime contra a guarda e do emprego do dinheiro público na conservação do patrimônio do fundo de previdência dos servidores estaduais, o Rioprevidência, entre outros motivos.
 POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Comentários