terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Marilia - Encerramento das homenagens da Consciência Negra será nesta quarta

Evento receberá as exposições de fotografias: “Motumbá”, cedida pela fotógrafa Cássia Silva, e “Olhares da Cultura Afro-Brasileira”, de estudantes do curso de Publicidade da Unimar

Encerramento das homenagens da  Consciência Negra será nesta quarta

Acontece nesta quarta-feira (5) o encerramento das homenagens ao mês da Consciência Negra, a partir das 9h, na Famema (Faculdade de Medicina de Marília), que fica na Praça Espaço S, esquina da rua Reinaldo Machado com a rua Aziz Atalah.
O evento é uma realização da parceria da Famema/HC com a Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Marília. Serão realizadas ações de resgate, de valorização da cultura negra em parceria com a biblioteca municipal, projeto Procria/Comunidade São Judas Tadeu e fotógrafos de Marília.
De acordo com a programação, o evento receberá as exposições de fotografias: “Motumbá”, cedida pela fotógrafa Cássia Silva, e “Olhares da Cultura Afro-Brasileira”, de estudantes do curso de Publicidade da Unimar.
A Biblioteca Municipal de Marília cedeu ao evento algumas bibliografias e obras de escritores negros e negras, com temas etno raciais na literatura infantil a fim de trabalhar as desigualdades raciais no Brasil, denunciando racismo e dando visibilidade aos escritores afro-brasileiros referências no mundo.
Haverá também uma apresentação do Projeto ProCria, da comunidade São Judas, que é uma referência em projetos sociais para as crianças com atuação de mais de 20 anos, atendendo 120 crianças da comunidade “Salvador Salgueiro”.
As crianças apresentarão um pouco do trabalho desenvolvido na Fanfarra deste projeto de inclusão social e cultural, homenageando artistas negros da música brasileiras, além de apresentação de danças afro-brasileiras e exposição sobre orientações de uma equipe de profissionais que se dedicam a este projeto e que realizaram diversas homenagens no mês da consciência negra.
A programação contará ainda com apresentação de capoeira e exposição de berimbaus.
Segundo o secretário municipal da Cultura, André Gomes, é importante valorizar a cultura negra em diversos espaços, pois segundo o IBGE em 2015, os estudantes negros com ensino superior são 34% sendo 12,8% dos negros (pretos e pardos), entre os 18 e 24 anos estão dentro das universidades, para IBGE negros e pardos representam a população afrodescendente, isto significa que são metade da população brasileira.
“Provocar isto dentro da universidade nos faz refletir onde estão os negros nas universidades, principalmente públicas? Este é o real reflexo da história de discriminação e segregação da população negra na sociedade brasileira. E se faz necessário pensar e promover ações para reverter essa situação, pois devido ao processo histórico que aconteceu no Brasil, o racismo está enraizado em nossa cultura e mesmo que tenhamos políticas afirmativas, o racismo precisa ser superado. Embora a riqueza cultural deixada pelos negros é imensurável, e suas contribuições na história que formou a identidade brasileira, estes ainda lutam e resistem para obterem seus espaços de visibilidade, respeito e ascensão social”, disse André.
“Estamos comemorando neste dia porque sempre é importante destacar o papel do negro na sociedade. Como trabalhamos com inclusão e desenvolvemos atividades com o intuito de promover saúde, minimizar preconceitos e aprender a conviver com o diferente é que cremos na importância desta temática e deste evento. Gratidão a todos que nos apoiam, em especial à Secretaria Municipal de Cultura, Centro Comunitário São Judas Tadeu, Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude, Grupo Afro Fest e Grupo Empreender”, disse  Sônia Custódio, coordenadora do NUAC (Núcleo de Apoio à Comunidade).
O dia 20 de novembro foi eleito Dia da Consciência Negra e a Secretaria da Cultura de Marília, em conjunto com grupos ligados ao movimento negro de Marília, realizou diversas atividades ao longo do mês, por ser a data da morte de Zumbi, tendo como a  lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, que institui como feriado nacional, homenagem ao líder Zumbi do quilombo dos Palmares. O herói ficou conhecido pela sua resistência e postura de enfrentamento ao governo colonial. Zumbi dos Palmares foi delatado e assassinado em 1695.
 POR Prefeitura de Marilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'Agora ela também tem uma nave', brinca Xuxa sobre carro novo de Sasha

Veículo da Volvo foi presente da própria empresa Sasha Meneghel, 20, ganhou um presentão, mas não foi do Papai Noel, durante sua visi...