Obra do afastamento e tratamento do esgoto avança e está praticamente 50% concluída

Obra do afastamento e tratamento do esgoto  avança e está praticamente 50% concluída

Segundo o prefeito Daniel Alonso, a previsão de entrega das bacias do Pombo e do Barbosa é durante o segundo semestre de 2019
A obra de afastamento e tratamento do esgoto de Marília segue avançando e está rigorosamente dentro do prazo, chegando a praticamente 50% concluída, de acordo com informações da Replan, empresa vencedora do processo licitatório para a realização da chamada “Obra do Século”.
De acordo com o prefeito Daniel Alonso, que acompanha as obras de perto, a previsão é que os trabalhos conclusos sejam entregues durante o segundo semestre de 2019 em relação às bacias do Pombo e do Barbosa, que representam 67% do esgoto do município. “Estamos trabalhando muito e em cima da empresa para que a obra siga os cronogramas estabelecidos. Vamos o ano que vem, enfim, poder entregar essa obra que será de muita importância para a nossa cidade”, disse o chefe do executivo.
Os outros 33% referem-se à bacia do Palmital, cuja licitação está em andamento, sendo que até o final de 2020 estará finalizada. “Em breve teremos a cidade com 100% do esgoto tratado, melhorando desta forma a qualidade de vida da população” completou Alonso.
A bacia do Pombo atravessa toda a zona oeste da cidade, enquanto a bacia do Barbosa corta a cidade entre as zonas sul e oeste. A Replan está trabalhando com total de 50 pessoas, divididas em duas equipes de 25, que são coordenadas pelos engenheiros Adalberto Valente (Pombo) e Rodrigo Ercílio Coneglian (Barbosa), tendo o engenheiro José Camilo Mugnai Vieira como coordenador geral.
O engenheiro Adalberto Valente destacou o andamento das obras na bacia do Pombo. “As obras estão em ritmo acelerado. A nossa equipe trabalha de segunda a segunda, até por volta das 19h. A Replan não está medindo esforços para que a obra seja entregue antes do prazo.”
Segundo o engenheiro, recentemente foram colocados mais de 1.600 metros de alambrado, já foram plantados cerca de 7 mil metros quadrados de grama – total será aproximadamente 18 mil metros quadrados -, todos os postes foram instalados e energizados; as canaletas de escoamento da água pluvial estão sendo executadas, assim como as redes de galeria com tubos para coleta e destinação final desta água.
Adalberto disse que o objetivo é no mais tardar em março ter início a parte do acabamento, com a implantação de guias, sarjetas e a pavimentação asfáltica.
“Esta já será a parte final da obra e vamos começar assim que a época de chuva terminar. Por isso, acredito que no máximo em março tenhamos condições de iniciar esta parte de acabamento da obra”, afirmou o engenheiro.
Já com relação à bacia do Barbosa, está instalada a tubulação de entrada e agora está sendo colocada a manta, que será soldada na próxima semana.
Na parte administrativa estão concluídos o piso, o azulejo e as pias, restando a revisão do reboco e efetuar a pintura. Foi feita ainda toda a cobertura do setor administrativo e do abrigo dos sopradores. Está sendo realizada ainda a correção dos taludes e do alambrado, além do início da caixa de areia e do gradeamento.
“Aqui na bacia do Barbosa começamos praticamente um mês e meio depois que a do Pombo. Além disso, as lagoas aqui são maiores. O mais importante, porém, é que está tudo rigorosamente dentro do cronograma. Certamente as duas bacias estarão concluídas no mesmo período, ou seja, no segundo semestre de 2019”, disse o engenheiro Rodrigo Ercílio Coneglian.
LAGOAS
A bacia do Pombo é formada por seis lagoas, sendo duas de aeração, medindo 80 metros de comprimento por 40 metros de largura cada -, e quatro de decantação, medindo 80 metros de comprimento por 3 metros de largura cada.
Na bacia do Barbosa também são seis lagoas, sendo duas de aeração, medindo 120 metros de comprimento por 70 metros de largura cada -, e quatro de decantação, medindo 120 metros de comprimento por 4 metros de largura cada.
Fonte: Prefeitura de Marilia

Comentários