Plantão
Esporte

Mauro Cezar discute com repórter da Globo e coautor de livro sobre 87

Publicado dia 25/11/2017 às 11h21min
Troca de farpas começou após treinamento do Sport no CT do Flamengo

Ojornalista da ESPN entrou em uma discussão ferrenha com outros dois profissionais da área após a polêmica envolvendo o treino do Sport Recife no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo.

Os dois clubes lutam na Justiça pelo título Brasileiro de 1987, que foi divido em módulos, mas o Flamengo se recusou a jogar com o campeão do módulo amarelo, referente à segunda divisão. Por isso, o Superior Tribunal Federal reconhece o time pernambucano como o campeão do ano.

Após as declarações de Mauro Cezar, de que o Flamengo era o real campeão, os autores do livro '1987 - De fato, de direito e de cabeça', Cassio Zirpoli e André Gallindo, este segundo repórter da TV Globo, criticaram a postura do colega de profissão:

 

 

@maurocezar Mauro, vi a sua declaração no programa (até porque muita gente me marcou). Escrevi com @andregallindoum livro sobre 1987. Sendo assim, é natural perguntar: quem está “reescrevendo a história”? De que livro você se refere?

 

 

André Gallindo também entrou na discussão:

 

Cássio, honestamente, sempre achei um desperdício de tempo e esforços toda a loucura por esse tema. O que aconteceu nós vimos, eu também vi e vivi. E já era jornalista há quatro anos. Mas como diria o recifense Bezerra da Silva, é a “Lei de Muricy”, cada um cuida de si. Saudações

 

Opa, tomando o bonde em movimento só pra breves letras: sobre 87, cabe a “Lei” aos clubes e seus torcedores.
O nosso livro cuida do todo, dos fatos na visão mais ampla que podem alcançar e os incômodos que provocam nos muitos lados envolvidos. É jornalismo. Responsável. Abraço.

 

Mauro Cezar respondeu:

 

Opa, tomando o bonde em movimento só pra breves letras: sobre 87, cabe a “Lei” aos clubes e seus torcedores.
O nosso livro cuida do todo, dos fatos na visão mais ampla que podem alcançar e os incômodos que provocam nos muitos lados envolvidos. É jornalismo. Responsável. Abraço.

 

André, entendo sua opção por se dedicar ao tema e que enfatize ser um trabalho jornalístico responsável, etc. Apenas acho estranho pessoas há 30 anos insistindo que o equivalente à 2ª divisão era o título brasileiro. Presenciei a história. Fiquemos com nossos pontos de vista. Abs