Plantão
internacional

Acusado de atropelamentos na Times Square é veterano da Marinha

Publicado dia 19/05/2017 às 14h11min
Richard Rojas já havia sido preso ao menos quatro vezes por dirigir embriagado e ameaçar uma pessoa com faca

O motorista que invadiu a Times Square, em Nova York, com um carro na quinta-feira é um veterano da Marinha dos Estados Unidos que já havia sido preso ao menos quatro vezes por delitos como dirigir embriagado e ameaçar uma pessoa com uma faca, de acordo com policiais e registros públicos.

Richard Rojas, de 26 anos, atropelou pessoas na calçada com seu Honda vinho ao longo de três quarteirões na região mais movimentada da cidade, matando um pedestre e ferindo 22 antes de colidir com uma pilastra, de acordo com a polícia.

Rojas já tinha problemas com o álcool quando encerrou seu serviço na Marinha e publicou "coisas doidas" em redes sociais, disse um amigo, Harrison Ramos, falando à Reuters diante do prédio onde Rojas mora, no bairro nova-iorquino do Bronx.

"Não o mostrem como um terrorista ou coisa parecida", disse Ramos. "Ele serviu seu país e, quando voltou, ninguém o ajudou".

Rojas frequentou uma faculdade e trabalha no setor imobiliário, contou o amigo.

"Ele passou por um período bem difícil", afirmou Ramos, acrescentando ter perdido contato com Rojas. "É meu amigo. Eu me importo com ele, e isso é doloroso".

Apenas uma semana atrás, Rojas foi preso em seu apartamento por ameaçar outro homem com uma faca.

"Você se sente seguro? Você roubou minha identidade", disse Rojas ao homem, agarrando-o pelo pescoço com uma mão e brandindo uma faca com a outra, segundo uma porta-voz da polícia, que não deu maiores detalhes.

Acusado de ameaça e posse de arma, de acordo com registros judiciais, Rojas confessou ser culpado, mas não foi condenado a passar nenhum tempo na prisão.

Ele também foi acusado de dirigir embriagado em 2008 e 2015, segundo a polícia da cidade de Nova York. O departamento estadual de veículos motorizados confirmou que ele foi condenado por dirigir incapacitado nos dois casos, mas que até quinta-feira ainda tinha uma carteira de motorista válida.

Em relação ao incidente na Times Square, Rojas recebeu uma acusação de homicídio doloso, uma de homicídio veicular grave e várias de tentativa de homicídio, informou um porta-voz da polícia por e-mail no final da quinta-feira.

Fonte: Reuters